quinta-feira, 13 de junho de 2013

Anonymous invade site do governo para apoiar protesto do Movimento Passe Livre

Grupo de hackers tirou página da Secretaria da Educação do ar e publicou mensagens de apoio


Grupo de hackers tirou página da Secretaria da Educação do ar e publicou mensagens de apoio

O grupo de hackers Anonymous invadiu na madrugada desta quinta-feira (13) o site da Secretaria Estadual de São Paulo para apoiar protesto do Movimento Passe Livre contra o preço das passagens de ônibus, trem e metrô.
“Exigimos a redução da tarifa! Os supostos representantes devem ouvir a vontade do povo. Basta de políticos inócuos! Estamos acordados! Seus dias de fartura estão contados!”, escreveu o grupo na página inicial do site, que continuava fora do ar até o momento.
Pouco antes da 1h20, a mensagem do Anonymous foi retirada do ar. O site da Secretaria de Educação informava nesse horário que estava em manutenção e que retornaria em breve.
O protesto
O centro da capital paulista deve parar novamente, nesta quinta-feira (13), quando acontece mais um protesto contra o aumento das passagens do transporte coletivo em São Paulo. Organizado pelo  Movimento Passe Livre, o ato terá concentração às 17h, na frente do Teatro Municipal de São Paulo.

Esta será a quarta grande manifestação contra o aumento. O grupo já fechou a  Radial Leste, Consolação, 23 de Maio, 9 de Julho, Paulista, Rebouças, Faria Lima e marginal Pinheiros em protestos anteriores.

Com o lema “Se a tarifa aumentar, a cidade vai parar! Todo aumento é uma injustiça! Por uma vida sem catracas!”, o grupo reuniu cerca de 12 mil pessoas durante o terceiro protesto realizado nesta terça-feira (11) no centro de São Paulo, segundo estimativa de Policiais do BPTran (Batalhão de Trânsito).